Como é um treino de triatlo?

Esquema de uma sessão de treino
O aquecimento é muito importante, já que prepara o corpo para o treino que se vai seguir.

Alongamentos:

É conveniente alongar antes e, sobretudo, depois de cada sessão de treino. Lembra-te: alonga suave e uniformemente, e mantém o alongamento durante um período curto (contando até 10, por exemplo), não devendo ser doloroso. Ajuda a melhorar a tua coordenação, aumenta a mobilidade e contribui para prevenir lesões, desenvolve a consciência corporal e ajuda a manter o grau de flexibilidade que o músculo tinha antes de começar a sessão.

 

Aquecimento:

Prepara o teu organismo para esforços mais exigentes, melhorando o rendimento e evitando lesões. Exemplos: Na natação, 10 minutos suaves (usa diferentes estilos, exercícios de técnica). No ciclismo, de 30 a 40 minutos muito fáceis (com muita cadência, com alguma progressão). Na corrida a pé, 15 minutos fáceis, começando como se estivéssemos a andar durante alguns minutos e progredindo até um ritmo mais elevado.

Trabalho específico:
Uma vez finalizado o aquecimento, o nosso corpo está preparado para a parte específica do treino onde poderemos trabalhar com maior intensidade e exigência.

 

Conselhos My LX Triathlon Experience

  • Diário de treino: Servirá para controlares se o teu treino está a crescer de forma gradual. Anota a distância, ritmo aproximado, frequência cardíaca, como te sentes, etc.
  • Aumenta as cargas de forma gradual: Um dos princípios de todo o treino é a adaptação. Para a facilitar, devemos aumentar de forma gradual o nosso volume de treino (não aumentar a carga mais de 10% por semana).
  • Recuperação: É uma parte tão importante como o próprio treino (o chamado “treino invisível”). Sugerimos um descanso de um ou dois dias por semana.